QUEM SOU EU

Minha foto

Sou MÃE, Psicóloga, Consultora de Treinamentos e Desenvolvimento, Terapeuta Corporal Holística, Massoterapeuta e Professora de Yoga. Trabalho com diversas Técnicas das Terapias Alternativas e complementares, dentre elas o Reiki, Calatonia, Reflexologia, Cromoterapia, Quick massage, Auriculoterapia, Massagem Ayurvédica, Massagem Indiana, Massagem para Idosos, Gestantes e Bebês, Técnicas de Relaxamento, Drenagem Linfática, bem como medidas de prevenção e cuidados com a pele do rosto, mãos e pés através de máscaras de limpeza e hidratantes naturais, sendo que todas são voltadas para a área da saúde, proporcionando bem estar e qualidade de vida. Esforço-me ao máximo para atingir ótimos resultados para a empresa e seus funcionários, bem como a melhoria continua da qualidade de vida e criação de um ambiente de trabalho estimulante e motivacional.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Meu Segundo mês de Gestação!

As sensações e sintomas continuaram, mas agora eu sabia o motivo, e estava me achando linda, linda, e não parava de me olhar no espelho. Naquele momento não importava o que estava sentindo, apenas tinha na minha mente que meu corpo estava canalizando essa energia de mudança para uma fase de adaptação para dar continuidade no processo de crescimento de um ser que se tornará meu filho.
Agora a expectativa era outra, era saber como estava o bebê, e agendei a minha primeira ultrassonográfia.
Cada dia que passava era uma emoção maior, e com certeza neste momento o apoio dos amigos e familiares faz toda a diferença na vida da gestante. Quando voltei a trabalhar das minhas férias de final de ano, o carinho foi total pelos meus colegas de trabalho, e agradeço a todos pelo carinho!
Minha irmã Divi me apoiou muito, e me apóia até hoje, me mimando, me dando carinho e amor, amor sem limites!
Como costuma dizer minha super irmã Diana, “Somos pessoas muito abençoadas”, isso eu repito e concordo, pois tenho duas famílias maravilhosas, amigos maravilhosos e pessoas que entram em minha vida que se tornam maravilhosas também.

A sensação mais emocionante do segundo mês de gestação foi quando eu fui realizar a ultrassonografia, onde pude ouvir pela primeira vez o coração do meu filho, foi uma emoção sem explicação, e lá estava eu novamente chorando, chorando de alegria. Neste momento eu lembro que não tinha e não tem nada no mundo que possa tirar essa sensação, uma sensação de contribuir para a felicidade de alguém que esta se formando, pois eu estou doando meu corpo, meus pensamentos, minhas emoções, minhas sensações para formar um ser que é completamente indefeso.

Nesta época fiquei pensando também como pode algumas pessoas abandonar seus filhos em lixeiras, cestos, caçambas, no mato e não se sentirem com remorso de abandonar um incapaz, um filho que foi gerado em seu útero?

Pesquisei na internet e encontrei esse vídeo, que me chocou muito, e que me dá mais força para fazer a diferença na vida desse ser iluminado que esta se formando dentro de mim.

Este é o link do Video que foi exibido no Fantástico em 01/05/2011, que mostra vários casos de mães que abandonam seus filhos: http://www.youtube.com/watch?v=HvZdPWAw5TM


É isso ai pessoal, é dificil ver bebês abandonados pelas próprias mães, isso é crime, é abandono de incapaz!!!
Dani Prem

Meu primeiro mês de Gestação!


Que noticia!!!Ufa!!!
 No primeiro momento, tudo parece desmoronar sobre a sua cabeça, ou seja, passa vários pensamentos depois da noticia oficial.
Como já estava grávida de 5 semanas, já estava no segundo mês, mas sentia várias sensações e sintomas que me lembro, como:
·        Náusea e salivação excessiva;
·        Modificações nos meus seios
·        Inchaço
·        Maior irritabilidade, mudanças repentinas de humor, vontade de chorar
·        Apreensão, medo, alegria, excitação.
·        Cansaço
·        Dor de cabeça constante

Ainda não tinha caído a ficha, mas já estava mais alinhada com os meus pensamentos.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Antes da Notícia!

Antes da Notícia!

Em Dezembro de 2010, estava me sentindo um pouco inchada, e com peso extra, ou seja, falando o português claro, estava me sentindo “gorda”.
Varias pessoas haviam dito que eu estava mais bonita, mais encorpada, mas em minha cabeça, estavam falando que eu estava “gorda”. Até cheguei a pensar que fosse a academia que estava fazendo efeito, pois quando fazemos exercício perdemos massa gorda (gordura) e entra a massa muscular magra (músculos), e naquele tempo estava fazendo natação e musculação para o fortalecimento do meu joelho.

Hoje, lembrando das cenas daquele momento, é como uma reprise, como um filme que relembra meu passado, cada lembrança, cada cheiro, cada sensação, e ai ficam os pensamentos, de como é constituído o nosso corpo, a nossa mente e nossas emoções.
Sinceramente, até passou em minha cabeça que eu poderia estar grávida, pois era um plano que eu e meu marido tínhamos, mas não acreditava muito que poderia estar!

No final do ano, na festa da virada na casa da minha segunda família (Marido), minha sogra e minha cunhada falaram, “nossa a Dani esta com barriga, olha só”, e mais uma vez fiquei chateada, pois realmente era verdade.

Em 04 de Janeiro 2011 já em minha casa, falei para meu Marido:
“Estou com vontade de comer comida mexicana, vamos?” E lá estávamos nós comendo comida mexicana, que delicia... Só um detalhe, eu comi tanto, tanto que depois passei mal (enjôo).
No dia seguinte, resolvi procurar algo para emagrecer, pois estava me sentindo mal com meu corpo, pois meus quadris haviam aumentado, eu estava inchada, e tinha engordado mais um quilo, e não era normal isso acontecer comigo, até pensei que estava com algum problema hormonal.

Chegando a clínica, a moça que me atendeu fez minha ficha, indicou um tratamento e comecei com uma dieta (super normal). Passei por uma, duas, três sessões de tratamento e... Adivinha?

No dia 10/01/2011, a minha irmã Diana falou para eu comprar um teste de gravidez, pois ela tinha certeza que eu estava grávida, e eu sempre discordando....mas naquele dia, na volta da clinica, passei em frente a uma farmácia e comprei um teste baratinho de R$3,90, e um de R$7,90, e pensei comigo: Vamos ver o que acontece.

Chegando em casa, fui para o banheiro, li as instruções de como proceder, urinei no potinho e o mais básico das informações é: Se aparecer uma faixa rosa, é NEGATIVO, se aparecer duas faixas rosas, é POSITIVO. Mergulhei na urina o teste, e deixei sobre o pote, e fui tomar água, quando voltei, adivinha???

Isso mesmo meu caro leitor, eu estava perplexa com o que estava em minha mãos...o teste estava acusando POSITIVO.
Naquele momento, reinou um silêncio no banheiro, com uma súbita e imensa vontade de chorar, rir, e com vários sentimentos misturados, foi então que lancei um olhar para o espelho, diretamente para o fundo dos meus olhos, direcionando quatro palavras a mim mesma: Parabéns, você esta grávida!
Lembro claramente de passar a mão na minha barriga com um gesto de caricia, de aconchego, informando a quem quer que esteja se formando em meu útero, que seria bem vindo!

Em seguida, liguei para a Diana e não falei nada, e ela como uma super irmã que é, falou, "estou passando ai para irmos ao médico", pois ela já sabia da resposta.
Enquanto eu aguardava, liguei para o meu marido chorando de emoção, mas lógico que ele não sabia o que se passava, e ficou preocupado, então meio que soluçando, falei:
“Amor, você vai ser pai”!
E escuto um silêncio no telefone, que no primeiro momento me assusta, mas logo vem a risadinha dele "Ãhãhãhãhãh", e sinto que estamos juntos no mesmo barco sempre!


Amor te amo!!

Depois de chegarmos ao meu médico, ele faz o teste do toque, e constata uma dilatação em meu útero, que pode ser gravidez, e pede o exame de sangue para comprovar realmente.
Fui correndo no mesmo dia fazer, e na mesma noite saiu o resultado oficial: EU ESTAVA GRÁVIDA de 5 semanas e um dia, que emoção!!
A notícia foi tão emocionante que não parava de chorar!

Hoje é isso pessoal!!!
Amanhã tem os próximos..
Att
Dani Prem