QUEM SOU EU

Minha foto

Sou MÃE, Psicóloga, Consultora de Treinamentos e Desenvolvimento, Terapeuta Corporal Holística, Massoterapeuta e Professora de Yoga. Trabalho com diversas Técnicas das Terapias Alternativas e complementares, dentre elas o Reiki, Calatonia, Reflexologia, Cromoterapia, Quick massage, Auriculoterapia, Massagem Ayurvédica, Massagem Indiana, Massagem para Idosos, Gestantes e Bebês, Técnicas de Relaxamento, Drenagem Linfática, bem como medidas de prevenção e cuidados com a pele do rosto, mãos e pés através de máscaras de limpeza e hidratantes naturais, sendo que todas são voltadas para a área da saúde, proporcionando bem estar e qualidade de vida. Esforço-me ao máximo para atingir ótimos resultados para a empresa e seus funcionários, bem como a melhoria continua da qualidade de vida e criação de um ambiente de trabalho estimulante e motivacional.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Meu Segundo mês de Gestação!

As sensações e sintomas continuaram, mas agora eu sabia o motivo, e estava me achando linda, linda, e não parava de me olhar no espelho. Naquele momento não importava o que estava sentindo, apenas tinha na minha mente que meu corpo estava canalizando essa energia de mudança para uma fase de adaptação para dar continuidade no processo de crescimento de um ser que se tornará meu filho.
Agora a expectativa era outra, era saber como estava o bebê, e agendei a minha primeira ultrassonográfia.
Cada dia que passava era uma emoção maior, e com certeza neste momento o apoio dos amigos e familiares faz toda a diferença na vida da gestante. Quando voltei a trabalhar das minhas férias de final de ano, o carinho foi total pelos meus colegas de trabalho, e agradeço a todos pelo carinho!
Minha irmã Divi me apoiou muito, e me apóia até hoje, me mimando, me dando carinho e amor, amor sem limites!
Como costuma dizer minha super irmã Diana, “Somos pessoas muito abençoadas”, isso eu repito e concordo, pois tenho duas famílias maravilhosas, amigos maravilhosos e pessoas que entram em minha vida que se tornam maravilhosas também.

A sensação mais emocionante do segundo mês de gestação foi quando eu fui realizar a ultrassonografia, onde pude ouvir pela primeira vez o coração do meu filho, foi uma emoção sem explicação, e lá estava eu novamente chorando, chorando de alegria. Neste momento eu lembro que não tinha e não tem nada no mundo que possa tirar essa sensação, uma sensação de contribuir para a felicidade de alguém que esta se formando, pois eu estou doando meu corpo, meus pensamentos, minhas emoções, minhas sensações para formar um ser que é completamente indefeso.

Nesta época fiquei pensando também como pode algumas pessoas abandonar seus filhos em lixeiras, cestos, caçambas, no mato e não se sentirem com remorso de abandonar um incapaz, um filho que foi gerado em seu útero?

Pesquisei na internet e encontrei esse vídeo, que me chocou muito, e que me dá mais força para fazer a diferença na vida desse ser iluminado que esta se formando dentro de mim.

Este é o link do Video que foi exibido no Fantástico em 01/05/2011, que mostra vários casos de mães que abandonam seus filhos: http://www.youtube.com/watch?v=HvZdPWAw5TM


É isso ai pessoal, é dificil ver bebês abandonados pelas próprias mães, isso é crime, é abandono de incapaz!!!
Dani Prem